• Posto do Nordeste de Amaralina Abandonado
  • Crianças do Nordeste visitam Batalhão de Choque
  • SALVE WALLACE FELIX
Posto do Nordeste de Amaralina Abandonado

Reforma da Unidade Básica de Saúde deveria ter sido entregue em junho de 2014, mas as obras ainda não foram iniciadas

Uma placa na entrada da Unidade Básica de Saúde Prof. Sabino Silva, no Nordeste de Amaralina, indica que a obra de reforma da unidade, iniciada no dia 11/11/2013, duraria 210 dias. Ou seja, em junho de 2014 os moradores do bairro seriam atendidos no prédio inteiramente reformado. Mas, quatro meses após o prazo de conclusão, os pacientes ainda encontram dificuldades para serem atendidos e o local apresenta sinais de abandono.

“Se alguém precisar ir ao banheiro, não pode. Ele está sempre interditado e quando funciona é um mau cheiro que ninguém aguenta. Até produtos para fazer a limpeza faltam aqui”, disse um paciente, sem se identificar. O banheiro do primeiro andar da unidade de saúde funciona, mas é preciso esperar que algum funcionário destranque a porta.

É possível perceber rapidamente que a estrutura do prédio carece de urgência nas reformas. Próximo ao local em que os pacientes esperam o atendimento, o forro do teto está caindo. Em outra parte do posto de saúde, de intensa circulação dos pacientes, um pedaço de madeira tapa um buraco no chão.

“Qualquer um aqui ver que isso está caindo aos pedaços. Desde o ano passado esperamos essa reforma e até hoje nada mudou. Só tem piorado, na verdade”, declarou Maria das Graças, 61 anos, aposentada. Ela que vai ao posto regularmente, devido a problemas de diabetes, afirma que a situação já esteve pior. “Apesar dessas condições ruins, a gente pelo menos tem conseguido atendimento mesmo na base do sacrifício.”, disse.

A mesma sorte não tem a dona de casa Eliane Silva, que teve que recorrer ao posto de saúde do Imbuí e clínicas particulares para levar a filha ao pediatra. “Tem dois anos que eu tento marcar e não tem sequer um médico pediatra aqui nesse lugar. Recentemente eles marcaram, mas a pediatra que chegou e em três semanas falaram que ela está de férias. Quando é algo muito urgente, tenho que pagar exame particular”, reclamou.

Além de pediatra, os pacientes reclamam também da falta de dentistas, além das longas filas para marcação de consultas, realizada apenas às sextas-feiras. “Tem que chegar aqui as quatro, cinco da manhã para aventurar conseguir”, afirma Moisés Nascimento, 44 anos, que estava na unidade em busca de remédios.

Situação das obras

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que o início das obras no centro de saúde do Nordeste de Amaralina está previsto para janeiro de 2015. Até lá, os pacientes continuarão convivendo com a precariedade do prédio. Orçada em mais de 175 mil reais, através de uma parceria entre a prefeitura de Salvador e o Ministério da Saúde, a obra na Unidade Básica de Saúde Prof. Sabino Silva, que deveria ser entregue há quatro meses, ainda vai demorar a ficar pronta. A empresa responsável pelo serviço a Propser Construtora, não executou o serviço e nem prestou esclarecimentos à comunidade.


Fonte: Varela Noticias
Fotos: Vander Batista/Varela Notícias

Redes Sociais

Facebook Twitter Youtube
Desenvolvido por Saulo Moura