[Opinião] “A vida das pessoas precisa ter valor muito maior que o egoísmo do atual mandatário da nação”

Por Rodrigo Coelho*

Com os olhos marejados e corações apertados, milhares de pessoas pelo mundo não tiveram ao menos a oportunidade de se despedir de seus entes queridos.

“’A COISA MAIS TRISTE DO MUNDO É PERDER UM FILHO E NEM PODER IA AO ENTERRO’, DIZ MÃE DE VÍTIMA DO CORONAVÍRUS”, disse uma senhora em meio às lágrimas.

Cenas como esta podem se espalhar pelos quatro cantos do Brasil e a dor da saudade os trará a dor da revolta diante de um governante que não nutre o menor sentimento de cuidado com as pessoas, um governante que somente enxerga o próprio umbigo e é desprovido de qualquer conexão com a realidade.

Enquanto os cientistas e o mundo recomendam medidas de isolamento, o presidente do Brasil, com todo o seu” notável saber cientifico “ az o contrário, colocando a vida de milhares de pessoas em risco.

Esta semana, assistimos estarrecidos o resultado da irresponsabilidade do prefeito de Milão na Itália que liderou campanha contra o isolamento social e após 4.400 mortes admitiu o erro de ter apoiado campanha para cidade não parar. A pergunta que todos gostaríamos de fazer é: qual será a responsabilidade do prefeito agora, após milhares de mortos? Será considerado genocida e será responsabilizado ou apenas a culpa lhe servirá de lição?

Não se trata de ser esquerda, centro, direita ou extrema direita. A vida das pessoas precisa ter valor muito maior que o egoísmo do atual mandatário da nação. Bolsonaro não é contra o isolamento social, não é contra as medidas adotadas pelos governadores, porque é acéfalo e certamente não sabe o que falar, parece-nos como menino problemático, mimado que precisa chamar atenção e por isso fala as asneiras que fala para ser notado.

Pobre Brasil, em nome do combate a corrupção acendeu a pira de um lunático, desprovido de qualquer senso de realidade e sucumbirá diante da completa incapacidade deste ser “desprezível” que não sabe nem ao menos por uma máscara.

Resta-nos lamentar, torcer para que aqui o povo não pague um preço tão alto quanto se paga nos países pelo mundo a fora.

Mais uma vez, não custa lembrar #ficaemcasa

*Rodrigo Coelho é advogado e diretor jurídico do Nordesteusou

COMPARTILHAR
Advogado, Mestre em Estado, Governo e Políticas Públicas. Diretor executivo do @nordesteusou