Moradores da Rua do Norte, no Nordeste de Amaralina, são surpreendidos com presença de Iguana; saiba mais sobre o animal

Uma visita Inesperada na noite desta terça-feira, 24, surpreendeu os moradores da rua do Norte próximo ao Diplomata de Amaralina. Segundo testemunhas a presença do animal causou certa apreensão entre os que residem na região. De acordo com especialistas, a Iguana não oferece perigo e é, inclusive, comercializada como animal de estimação.

Iguana é a denominação dada a um grupo de répteis pertencentes ao Gênero Iguana da Família Iguanidae. A Família Iguanidae é constituída por cerca de 35 espécies, sendo que, no Brasil, há a ocorrência de apenas uma, a Iguana iguana, sobre a qual falaremos neste texto. A iguana (Iguana iguana), também conhecida como iguana verde, apresenta uma coloração que varia entre verde e marrom e pode medir cerca de um metro e 80 centímetros de comprimento. Apresenta hábitos arborícolas e é um animal herbívoro.

Curiosidades:

  • Em alguns países, a carne e os ovos das iguanas são utilizados na alimentação, e a sua pele também é comercializada. Assim, em alguns locais, como Costa Rica e Panamá, a iguana está em risco de extinção.
  • A iguana é um animal que tem sido bastante vendido como animal de estimação. Assim, a captura ilegal para a venda tem sido uma ameaça às suas populações.
  • Muitas pessoas adquirem a iguana como animal de estimação. No entanto, é importante destacar que esses animais requerem cuidados muito especiais para a criação em cativeiro. Para que o organismo deles funcione de forma adequada, é necessária a presença de um terrário com um sistema de aquecimento, umidade controlada (entre 70% e 80%) e luz ultravioleta, para a fixação de vitamina D no corpo do animal. Além disso, esses animais podem transmitir doenças, como a salmonelose, assim, é importante cuidados com a manutenção do terrário, além de fazer um acompanhamento com veterinário. A aquisição da iguana também requer certos cuidados, pois é necessário fazê-la por meio de criadouros autorizados pelo Ibama. É importante destacar também que essa espécie, quando adulta, torna-se muito grande, podendo ser também agressiva, o que pode dificultar a sua criação em locais com espaço restrito.
COMPARTILHAR
Amante da Literatura, apaixonado pelas Letras. Discente de Letras Vernáculas e Língua Inglesa, poeta, escritor , blogueiro, professor e Repórter do site NES.