[Sintonia de Amor] Me apaixonei pela rifeira da chapada do Rio Vermelho. Cai no golpe

Oi NES. Prefiro não dizer meu nome. Tenho 21 anos e moro aqui na Chapada do Rio Vermelho, na Rua Antonino Casaes. O fato é que eu cai no golpe e estou sofrendo de amor.

Sempre fui um cara carente e me acostumei a acordar todos os dias com o “Bom dia vida”, “Bom dia razão, da menina da rifa”. Todos os dias pela manhã ela me acordava mandando sua rifa e de forma carinhosa foi me conquistando. Não gostava de assinar rifa a final nunca ganhei nada.

A gente sempre se fala por mensagem e outro dia marcamos para ir para uma festa juntos. Eu estava todo empolgado, comprei o meu ingresso e o dela. Fui logo cedo na barbearia, me alinhei todo para encontrar com minha “Deusa da Rifa”, até descolei uma moeda para comprar o combo para marcar uma presença. No entanto, foi nesse dia que meu mundo caiu. Quando cheguei no evento para encontrar com ela, a miserável já estava com um cara. Fiquei sem entender nada… Ela veio até a mim e me apresentou o rapaz como seu namorado. Isso mesmo: namorado dela.

Eu fiquei fudido, com vontade de me jogar lá de cima do espaço fama. Como já estava na merda fui curtir o evento. Quando tive oportunidade perguntei a ela porque ela nunca tinha me dito que tinha namorado. Ela me respondeu que achava que eu era gay e só queria uma companhia feminina. Além de tomar um bolo, eu ainda sai com gay! Fiquei cheio de ódio dela e de todas as rifeiras. Prometi para mim mesmo que nunca mais iria assinar rifa na minha vida. Uma dica para vocês: não caiam no golpe. Quando essas mulheres da rifa chegarem cheio de carinho, corra que é golpe. Eu ainda vou superar isso, mas meu coroação ainda dói muito.

COMPARTILHAR
Personagem Fictício, Formada na vida dos outros e completamente apaixonada por babados.