[Talento NES] Pedra Homem lança clipe de novo single “Inocença”.

Foto Reprodução

À meia-noite desta quarta-feira(27), será lançado Inocença, segundo clipe/single de carreira da multiartista (cantautora, poeta, produtora e performer) Pedra Homem. Com produção independente da própria artista, o clipe compartilha sua experiência de retorno ao Vale das Pedrinhas, depois de cinco anos ausente do bairro de origem. 

Em 2014, Pedra se arremessou para São Paulo com intuito de realizar reforma interna e expandir seus estudos de arte. Durante esse período na capital paulista, a artista dava “aulas de felicidade” na rede pública estadual, ao mesmo tempo em que expandia suas experiências artísticas e a descoberta de sua natureza/ancestralidade não-binária. 

Pedra é formada em Letras pela UNIJORGE e em Documentação Musical pelo CEEP Música. Em São Paulo, estudou escrita criativa, canto popular, vídeo & performance, e participou de oficinas de teatro. Em 2018, lançou Te Perder de Vista é Bom, primeiro clipe/single da carreira musical, enquanto concluía Mestrado Profissional em Artes pela UNESP. 

Esse primeiro trabalho marcou retorno da artista a Tucano, interior da Bahia depois de 20 anos longe de suas raízes e de sua única avó viva, Dona Maria, 92 anos.  É voz dela que abre primeiro trabalho lançado pela artista. Em abril deste ano, Pedra encerrou o ciclo de estudos e experimentações em São Paulo e voltou a morar no Vale das Pedrinhas com sua mãe e irmã. 

Esse retorno desencadeou o processo do segundo clipe de uma canção que a artista compôs em 2009, e que só depois de todas essas experiências conseguiu traduzi-la em som e imagem. Inocença vai ao ar a meia noite do dia 27 de novembro não a toda. A obra reativa memórias de sua infância preta não-binária em travessia que partiu da rua Ipiranga até a praia do Buracão. O novo trabalho aponta a ancestralidade afro-ameríndia-nordestina como caminho para descolonização de afetos e para escrita de si. Nesse clipe, a intenção da artista é fazer justiça com a própria infância.

 Para Pedra, a experiência da colonização que perdura nas dinâmicas das relações sociais e afetivas, fizeram com que aprendêssemos desde a infância a dar a inúmeros abusos, violências, opressões o nome de amor. Em Inocença, o afeto adquiri uma dimensão de fúria que subverte a perspectiva colonial que induz ao lugar da submissão e da impotência diante das opressões que pessoas pretas, empobrecidas e não-binárias sofrem desde miúdas. Em Inocença, como bem diz o refrão, o amor relampeia

A produção da canção contou com a participação de profissionais com grande currículo no mercado da música regional da Bahia. Os arranjos e a direção musical de “Te Perder de Vista é Bom” e também de Inocença tem a assinatura de Dudu Reis, músico responsável pelos arranjos das canções interpretadas pela cantora Mariene de Castro.

 No clipe, Pedra divide a direção de arte com a multiartista de Salvador Yuri Tripodi e repete a parceria da direção de fotografia com a fotógrafa e design de Ilheús, Silvana Berilo. A maioria das profissionais envolvidas na produção do clipe são da comunidade do Nordeste de Amaralina. A Gil Santos da Axé Artes (loja de artigos de candomblé) extrapolou os desenhos da artista e construiu peças de roupa usadas no clipe. Já Riviane Damasceno, do Camarim 85 ficou responsável pelo cabelo, maquiagem. Além da participação de Marcelo França, criança do bairro que performou em cena com o artista. O novo trabalho do artista será disponibilizadas nas plataformas digitais, e no canal do Youtube. 

Confira o clipe:

@pedrahomemoficial | Pedra Homem(Youtube) | Pedra Homem (Facebook)

COMPARTILHAR
Amante da Literatura, apaixonado pelas Letras. Discente de Letras Vernáculas e Língua Inglesa, poeta, escritor , blogueiro, professor e Repórter do site NES.