[Tatame Legal] Conheça a trajetória do lutador de MMA e professor de Jiu-Jitsu, Romenito Silva

Usar as artes marciais como instrumento de transformação na vida de jovens da comunidade onde nasceu e cresceu. Esse é o ideal do professor Romenito Silva, 36 anos de idade, morador da Rua Nossa Senhora da Conceição, no Nordeste de Amaralina. A paixão pelas artes marciais surgiu ainda na infância. Sempre metido em brigas de rua, Romenito foi levado por sua mãe aos treinos de boxe na academia Novo Astral, projeto comandado pelo professor Gilvan Bispo.

Do boxe, o jovem partiu para o jiu-jitsu. Os treinos eram realizados numa academia na Ladeira do Pepino,  no Dique do Tororó. Os custos do transporte eram pagos através do seu trabalho como carregador em um supermercado do bairro. Quando a grana faltava, o jeito era ir a pé. Faltar aos treinamentos, jamais.  O esforço valeu a pena. Após um episódio de decepção, Romenito viu que precisava de novos ares. Resolveu  traçar seu caminho pelo mundo e através do Mixed Martial Arts (MMA) ele passou a viajar pelo Brasil e pelo mundo em competições.

“Entrei num projeto social dentro do bairro onde me destaquei e acabei assumindo o lugar do mestre. Tinha 17 ou 18 anos…. Como não tinha experiência fui afastado. Fiquei muito chateado na época, mas com o tempo passei a entender que eu precisava sair e ganhar  experiência. Foi o que eu fiz: ganhei o país lutando MMA e Jiu-Jitsu.  Fiz também viagens para o Peru e México com o MMA”, relata o “lutador”.

O sucesso pelos tatames brasileiros, no entanto não lhe fazia se sentir completamente realizado. Estava faltando alguma coisa…Romenito sabia que tinha uma missão. Resolveu alugar então um espaço onde pudesse dar aulas de Jiu-Jitsu para a meninada da comunidade. Surgiu assim o projeto “Tatame Legal”. Quinze anos passados, o projeto contempla atualmente 100 crianças e adolescentes, entre 10 e 16 anos de idade, que tem no exemplo do “mestre” uma nova perspectiva para suas vidas.  Os treinos são realizados no ginásio da escola Teodoro Sampaio, no bairro da Santa Cruz.

“Esses jovens se tornam adultos e campeões da vida. Muitos viraram empresários, trabalhadores e até  lutadores. É o que me deixa feliz”, relata o professor.

Romenito lembra emocionado de  uma história ocorrida em uma viagem que  fez com dois alunos para duas importantes competições em Aracaju e Madre de Deus.

“Foi muito emocionante… Eu fui com o dinheiro suficiente para duas pessoas, porém estávamos em três. Era a oportunidade deles lutarem a primeira vez fora de Salvador, fora da Bahia, no Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu. Consegui ficar em uma academia filiada  à nossa.  Passei três dias com fome sem eles saberem. Comprei tudo que tinha que comprar para eles lutarem bem e descansar… Não deu outra: em Aracaju eles foram campeões! No dia seguinte surgiu uma luta de MMA em madre de Deus. E lá fomos nós”, conta emocionado.

“Continuei sem falar a eles que eu estava sem comer nada, somente a base de água. Perdi até peso. Quando chegou lá a luta de Andrey acabou caindo… Ficamos tristes, mas Deus é tão bom que surgiu uma vaga na luta principal no peso dele com um cara mais experiente. Precisava do dinheiro, pois só tinha o valor referente a passagem deles dois. Tinha em minha cabeça: ponho eles no ônibus e me viro. Andrey foi lá e executou tudo certinho, como havíamos treinado. Ele nocauteou o adversário no segundo round.  Foi uma euforia! Viemos com 2 títulos mundiais e um título de MMA. Chorei muito esse dia mais não de tristeza mais sim de felicidade pois nem a fome me abalaria naquele momento . O dinheiro foi pouco, mas deu para eu voltar com eles e finalmente comer alguma coisa. Isso me marcou muito. “, complementou.

Casado e pai de 2 filhos, Romenito é professor de Jiu-Jitsu, Muay Thai, boxe e MMA.

 “Sou personal fight e dou aula de crostreine fight em Amaralina.  Meu sonho é  conseguir colocar uma academia de MMA com octógono   para por a molecada toda do meu bairro, pois não temos MMA profissional aqui no  Nordeste. Já treinei em vários bairros e todos tem esse trabalho e por que não aqui? As vezes rodo como motoboy e mototáxi para pode comprar e montar minha academia. Meus alunos têm orgulho de mim, pois não importa onde eu tenha que buscar recurso, sendo honestamente eu vou buscar até bater minha meta “, explica.

COMPARTILHAR
Graduado em Comunicação/Jornalismo, e exerce as funções de Editor e Coordenador de Jornalismo do Portal NORDESTeuSOU