Vídeo: Após alegar “prisão injusta”, morador da Santa Cruz é solto pela Justiça

A vida do motoboy e morador da Santa Cruz, Michel da Silva Lins, 21 anos, virou de cabeça para baixo desde o último dia 30 de junho, quando acabou detido pela polícia sob acusação de envolvimento na morte de Bruno Barros e Yan Barros, no supermercado Atakarejo, em Amaralina. Nesta quarta-feira (14), Michel acabou liberado pela Justiça,  após ter a sua prisão temporária revogada. O jovem foi recebido com festa por familiares e amigos.

“Ele estava preso em uma prisão temporária, que visa dar prazo para a polícia investigar. Fechou as investigações, ontem foi oferecido uma denúncia em desfavor de Michel e pedido uma prisão preventiva, mas a juíza negou. Como já tinha encerrado a prisão temporária e já tinha encerrado as negociações, ela não viu mais objeto de manter essa prisão e revogou a temporária dele”, disse o advogado do motoboy.

A prisão de Michel teve ampla repercussão no Complexo Nordeste de Amaralina e motivo de protestos por parte da população, que apontava a inocência do jovem. De acordo com moradores, a prisão trata-se de um equívoco “e uma clara tentativa da Secretaria de Segurança Pública em prestar conta à sociedade com a prisão de um inocente”.

COMPARTILHAR
Graduado em Comunicação/Jornalismo, e exerce as funções de Editor e Coordenador de Jornalismo do Portal NORDESTeuSOU