Artista plástico do Nordeste de Amaralina transforma 3 toneladas de lixo em arte de rua.

André Fernands expôs 30 obras na Praça Mestre Bimba, em Amaralina

André Fernands, 43, largou a vida de eletricista e professor de natação para transformar lixo em arte (Foto: Evandro Veiga/CORREIO)

Um eletricista que virou professor de natação. Um professor de natação que virou artista plástico. Pelo visto, a mudança, a transformação, é algo natural para André Fernands, 43 anos. O maior exemplo disso não está na sua trajetória de vida, mas nas suas obras. Basta ver a metamorfose à qual submete suas peças. Há 4 anos, André largou tudo para transformar lixo em arte.

Com três toneladas, seu último ‘lixão’ foi transmutado em 30 peças coloridas expostas desde quinta-feira (30) na Praça Mestre Bimba, em frente ao Quartel de Amaralina.

As obras são feitas de garrafas de óleo de motor, água sanitária e alvejante, além de tubos de PVC, pedaços de madeira, pneus, baldes de tinta, canudos, aço, arames e parafusos. A transformação levou um ano e meio para ser concluída.

“A ideia é devolver tudo à cidade, mas não mais como lixo”, explica.

A maioria ganhou a forma de animais. Elefante, coruja, lagarto, aranha, golfinho. Mas também um palhaço e até um Michael Jackson com a camisa do Bahia feito todo de tampinha de garrafa. “Já passou um (torcedor do) Vitória retado ali perguntando porque eu não fiz o rubro-negro”.

A inspiração para usar o lixo vem de uma outra veia que André Fernands tem (Fernands assim mesmo, sem um ‘e’, apesar da camiseta). Antes de tudo, ele é ambientalista.

“Cara, minha infância foi no mato e minha adolescência na praia. Ver o ser humano destruir esses locais com o lixo é algo que me toca muito. Tenho um amor incondicional pelo meio ambiente”, comenta.

Seja nos carros ou a pé, os passantes se surpreendem ao ver as peças encostadas nos coqueiros ou colorindo o gramado. Adultos e crianças pedem para tirar fotos. “Meu neto ficou encantado e eu também. Além de tirar o lixo do meio ambiente, ainda alegra a nossa praça”, diz o aposentado Aloísio Pedro, 68.

De repente, uma Kombi da Superintendência de Obras Públicas (Sucop) diminuiu a velocidade e o motorista começou a fotografar. “Fiquei assustado. Pensei que era a prefeitura querendo embarreirar”. Que nada. O funcionário achou bonito e quis registrar.

As 30 obras de Fernands mudaram a paisagem da Praça Mestre Bimba, em Amaralina (Foto: Evandro Veiga/CORREIO)

 

Matéria? Correio24horas

Leia a Matéria na Integrá no site do Correio Clique Aqui

 

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.