Bolsonaro cancela pronunciamento oficial que faria em rádio e TV

O presidente Jair Bolsonaro convocou espaço na cadeia nacional de rádio e televisão nesta 3ª feira (2.mar.2021) para fazer um pronunciamento oficial, mas desistiu de transmitir a mensagem.

A informação foi confirmada por interlocutores do presidente no Palácio do Planalto ao Poder360. Até a publicação desta reportagem, a Secom (Secretaria de Comunicação) não havia informado o motivo nem o tema que seria abordado na mensagem à nação.

O pronunciamento ocorreria 1 dia depois de Bolsonaro editar um decreto que zerou os impostos federais (PIS/Cofins) que incidem sobre o diesel e sobre o gás de cozinha. A medida foi uma forma encontrada pelo governo para tentar mitigar os efeitos dos sucessivos reajustes feitos pela Petrobras sobre o combustível.

O chefe do Executivo também tem dito que “está quase tudo certo” para a definição dos valores das novas parcelas do auxílio emergencial. Segundo ele, o coronavoucher – como o auxílio é chamado por integrantes do governo–, deve ter uma nova rodada de 4 parcelas de R$ 250.

ESPAÇO NA TV

Na 2ª feira (1º.mar), um apoiador do presidente sugeriu mais aparições nos canais abertos de televisão ou a criação de um canal próprio de Bolsonaro.

“Eu gostaria de falar isso, claro, talvez o senhor não concorde com o que eu fale, mas o senhor precisaria talvez de um canal na rede nacional para passar tudo o que senhor faz. Infelizmente a grande maioria assiste à mídia, à grande mídia”, disse o visitante, no Palácio da Alvorada.

Jair Bolsonaro é o presidente da República que mais falou em rede nacional de rádio e TV em 2 anos de mandato desde a redemocratização do Brasil, em 1985. Desde que chegou ao Palácio do Planalto, fez 12 pronunciamentos à nação. Foram 7 vezes somente em 2020. Desses, 6 foram discursos relacionados à crise do novo coronavírus.

COMPARTILHAR
Avatar
Publicitário, Ativista Social e Fundador do Portal NORDESTeuSOU.