Cerca de 4 milhões de baianos estão com as doses da vacina atrasadas

Imunizante está disponível, mas população não foi se proteger

Apesar dos apelos das autoridades parte da população baiana segue fazendo ouvido de mercador e ainda não foi se vacinar. No estado, são 1,6 milhão de pessoas que tomaram a primeira dose e que não voltaram para receber a segunda. Outros 2,4 milhões de cidadãos já poderiam ter tomado a dose de reforço, mas ainda não procuraram os postos.

Nesta terça-feira (11), durante a entrega de um conjunto habitacional na comunidade de Alagados, em Salvador, o governador Rui Costa (PT) pediu que a população reflita e que os artistas ajudem estimulando os fãs a se imunizarem.

“Imagine se todos os artistas, pequeno, médio e grande começasse a postar o estímulo à vacina, a campanha a favor da vacinação, não tenho dúvidas de que isso vai estimular as pessoas a se vacinarem. A solução é a vacina e nós precisamos do apoio de todo mundo”, disse.

O governador também comentou sobre as queixas do setor cultural que ficou insatisfeito com o decreto mais rigoroso que restringiu a capacidade de público em eventos privados de 5 mil para 3 mil pessoas.

“Desde outubro, novembro, estou fazendo apelo, pedindo que eles ajudem a controlar a doença, ajudem para que só entrassem nos eventos os vacinados. Infelizmente, eles não ajudaram. A maioria, não posso dizer todos, mas a maioria não fez o que deveria ter feito, que é exigir que só entrassem nos eventos as pessoas vacinadas”, afirmou.

Rui contou que é impossível para o organizador controlar quem está de máscara, mas que a triagem no acesso, para só permitir a entrada de vacinados, é possível. “Infelizmente estamos colhendo aquilo que foi plantado. A redução permanece até a situação de contaminação melhorar. E espero que não piore, porque se piorar vamos reduzir ainda mais. Ceará reduziu para 500 pessoas e Pernambuco também para 3 mil”, disse.

Em Salvador, são 200 mil pessoas com a segunda dose atrasada e 400 mil que não foram tomar a dose de reforço. Por conta do surto de gripe, além da pandemia, as unidades de saúde estão lotadas e as equipes médicas estão tendo que improvisar, colocando macas nos corredores e colchões no chão, para conseguir atender todos os pacientes.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 60% no estado e 57% na capital. Já as vagas clínicas estão 46% ocupadas na Bahia e 61% em Salvador. A situação mais crítica é a das crianças. Os leitos pediátricos de UTI e clínicos estão 90% e 80% ocupados em Salvador, respectivamente. Na Bahia, a ocupação da UTI pediátrica está em 72% e enfermaria em 65%.

COMPARTILHAR
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.