Drauzio Varella comenta medidas do governo da BA contra Covid-19 e aprova comprovante da vacinação: ‘A pandemia ainda não acabou’

O médico Drauzio Varella comentou, na manhã desta quarta-feira (12), as medidas tomadas pelo governo da Bahia, em relação à pandemia da Covid-19. Em todo o estado, bares, restaurantes e outros estabelecimentos estão sendo obrigados a pedir o comprovante de vacinação do público.

Para Drauzio, que também é cientista, a medida é eficaz porque a Bahia é um dos grandes destinos turísticos do país. Ele explica que, com o avanço da variante ômicron, o comportamento de contaminação do coronavírus mudou.

“Nós temos que entender que a pandemia ainda não acabou. Não só não acabou, como houve seleção de uma variante, que é essa ômicron, que é uma variante muito contagiosa. A Bahia é um destino turístico importante aqui no Brasil. Eu tenho visto uma quantidade de gente que volta para São Paulo, agora depois das festas de fim de ano, infectada dos lugares mais turísticos da Bahia. São famílias inteiras”, ponderou.

“Normalmente, a Covid até aqui pegava uma pessoa ou duas da mesma família, outros escapavam. Às vezes a gente via um casal, um com Covid e o outro – embora dormisse na mesma cama – não pegava. Agora não, agora se espalha pela família inteira”.

O pedido de comprovante de vacinação tem sido rechaçado por representantes da categoria, como a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Drauzio reforçou a necessidade dessa medida.

“Alguma coisa as autoridades têm que fazer. Nós temos que nos colocar na pele deles. Você governador, prefeito, secretário da Saúde municipal ou estadual, o que vai fazer quando surge uma variante que vai infectar uma quantidade absurda de gente? Felizmente, ela parece que é menos agressiva e parece que a vacina, embora não impeça que a gente contraia o vírus, impede de ter uma doença mais grave”, avaliou ele.

“Eu acho que, durante toda a minha carreira, em mais de 50 anos de medicina, eu não vi um vírus que se transmitisse com tanta facilidade. O número de mortes não está acompanhando o número de casos, felizmente. Mas alguma coisa tem que ser feita”.
O médico também falou sobre a importância da vacinação, nesse novo momento crítico de contaminação da Covid-19.

“A gente tem certeza de que a vacina protege contra os casos graves, as internações em UTI e as mortes, porque foi assim que elas foram testadas. Quando se tem uma variante que se dissemina dessa maneira, ela vai fatalmente atingir pessoas que têm o sistema imunológico debilitado, vai atingir pessoas que não se vacinaram, gente de idade, as crianças todas abaixo de 11 anos que não estão vacinadas no Brasil, infelizmente”.

Fonte: G1 Bahia

COMPARTILHAR
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.