Vacinação no país tem 2,9 mil denúncias de fura-fila em 3 semanas; Bahia tem 185 casos

Divulgação

Desde o início da vacinação contra a Covid-19 no país, em 17 de janeiro, já foram registradas ao menos 2.982 denúncias de possíveis casos de “fura-fila” da imunização — o que significa que uma em cada 1.341 doses aplicadas no país teria sido endereçada a alguma pessoa fora dos padrões de prioridade estabelecidos.

Entre os estados com mais relatos de infrações estão o Rio Grande do Norte, com 640; Minas Gerais, com 589; e Rio de Janeiro, com 413. Na Bahia são 185 denúncias.

Os MPs e as secretarias de Saúde vêm investindo em canais para receber denúncias da população, por e-mails ou mensagens de WhatsApp. Os relatos recebidos vão para as promotorias, que seguem com as investigações.

— São mais de 2.500 pessoas que passaram à frente de outras 2.500 que poderão morrer da doença, em um ímpeto egoísta — observa o professor da Escola Paulista de Medicina da Unifesp Gabriel Maisonnave, que reitera a importância de se resolver urgentemente o problema de escassez de vacinas e agilizar a imunização, que ele considera muito lenta.

APP- Em Salvador, as denúncias sobre possíveis casos de pessoas que não fazem parte do público prioritário da imunização contra a Covid-19 tenham recebido a dose indevidamente podem ser registrados através do aplicativo “Detetive Fura-Fila”.

O Detetive Fura-Fila permite fazer denúncia anônima ou identificada através de e-mail e WhatsApp. Há campos para os quais o cidadão preenche local, data e relato da ocorrência, enviando, inclusive, foto comprobatória da irregularidade.

Neste primeiro momento, a ferramenta está disponível apenas na Play Store para smartphones com sistema Android. A estimativa é que na Apple Store, para quem possui celular com sistema iOS (iPhone), o app esteja disponível dentro de 10 dias.

Mais opções
A Ouvidoria em Saúde de Salvador também disponibiliza canais de comunicação para o recebimento de denúncias de possíveis desvios éticos de servidores vacinados fora da lista determinada pelo Ministério da Saúde. Os interessados em apresentar algum tipo de demanda ao setor poderão ter acesso aos serviços através da central telefônica Fala Salvador 156, na opção Fale Conosco do site da SMS ou pelo e-mail ouvidoria.saude@salvador.ba.gov.br .

Os atendimentos também podem acontecer presencialmente na sede da SMS, na Rua da Grécia, 3A – Comércio, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Já o app pode ser baixado somente em celulares com sistema Android, pelo link detetivefurafila.saude.salvador.ba.gov.br/. Para os aparelhos com o sistema iOS, a estimativa é de que a ferramenta esteja disponível em breve.

COMPARTILHAR
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.