Lula e Bolsonaro dividem apoio de artistas

O ex-presidente Lula tem, até o momento, o maior número de declarações de apoio público

A polarização entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Lula (PT) tem dividido o setor artístico. Apesar de muitos artistas preferirem não se posicionar politicamente, meses antes do início da propaganda já é considerável a quantidade formadores de opinião que declararam publicamente suas intenções de voto

Com o maior número de apoio público, o ex-presidente Lula tem ao seu lado nomes como Caetano Veloso, Ze pagodinho, Pabllo Vittar, José de Abreu (um petista histórico), Daniela Mercury e Silvero Pereira, além de Teresa Cristina, Duda Beat, Lenine, Chico César, Gilberto Gil e sua família, entre outros. Alguns deles, aliás, já entraram oficialmente na campanha do petista ao gravar a nova versão do clipe do jingle “Lula Lá”.

Do lado ideologicamente oposto, entre aqueles que defendem o governo e a reeleição de Jair Bolsonaro, estão nomes como Latino, Thiago Gagliasso e Ratinho. A modelo Andressa Urach é uma de suas mais ferrenhas admiradoras e cogitou dar o nome dele ao filho recém-nascido como revelou durante conversa pelas redes sociais.

É entre os sertanejos que o bolsonarismo tem mais apoio, incluindo neste balaio músicos de várias gerações, como Amado Batista, Zezé di Camargo, Chrystian, que formava dupla com o irmão, Ralf, e o cantor Sérgio Reis.

COMPARTILHAR
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.