Namorado que chutou adolescente em show será enquadrado na Lei Maria da Penha

Rafael Alves já prestou depoimento; ele pode pegar de três meses a três anos de prisão

Por Correio24Horas

Rafael Alves, 18 anos, acusado de agredir a namorada enquanto ela dançava pagode em cima do palco durante um show do cantor ‘O Poeta’, prestou depoimento à Polícia Civil da cidade de Pojuca na tarde desta terça-feira (29). O agressor será enquadrado na Lei Maria da Penha.

De acordo com o delegado que investiga o caso, João Piton, Rafael estava tranquilo durante o depoimento. O conteúdo da fala dele não pôde ser divulgado para imprensa, atendendo a pedido do advogado do suspeito, que o acompanhou na delegacia.

A adolescente, que não teve idade revelada, e a mãe dela já foram ouvidas pela polícia na última segunda-feira (28). A agressão aconteceu no último fim de semana, na cidade de Pojuca. 

Relembre
No último fim de semana, um homem invadiu o palco em que o cantor de pagode ‘O Poeta’ se apresentava e chutou o rosto de uma jovem enquanto ela dançava. Diversos vídeos gravados pelo público e divulgados nas redes sociais mostram a agressão. 

Uma das gravações mostra a aproximação do namorado, que aparentemente sai do backstage e chuta o rosto da adolescente. Após a agressão, o homem é capturado por seguranças, enquanto a vítima levanta aparentando estar confusa, sem entender o que aconteceu. 

Em nota divulgada em suas redes sociais, o cantor se posicionou contra a agressão e disse que não deseja que ‘machistas frequentem seus shows e nem sejam seus fãs’. Confira postagem: 

“Se você é machista, covarde, preconceituoso e não aceita ver uma mulher dançando em um palco, não me siga no Instagram ou em nenhuma rede social, não seja frequentador dos shows do Poeta! Melhor ainda, nem saia de casa, a sociedade e as mulheres não merecem conviver com pessoas assim, você não merece ser um fã do Poeta. Não a violência contra a mulher. O Poeta apoia esta causa!”

Veja o vídeo:

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.