[ESPORTE NES] Morador da Santa Cruz é campeão de torneio de fisiculturismo.

A favela venceu!!! Como bem diz a celebre frase: a favela venceu. O mérito ficou por conta do atleta de fisiculturismo de 25 anos, Rodrigo Nery (@neryphysique13). O atleta da academia Power Jump, localizada na Santa Cruz, saiu como vencedor Bahia Super Show,  um dos principais torneio do gênero na Bahia.

 “Eu sempre sonhei em disputar um campeonato da NPC (Organização de Fisiculturismo Amador dos Estados Unidos- tradução), lembro que olhava as medalhas que meu primo ganhava e pensava comigo: um dia eu vou conquistar uma medalha dessa. Então, me preparei e disputei pela primeira vez, em dezembro de 2020, o Bahia Super show, onde estreei na categoria de estreante classe “A”, até 1,71cm, ficando em 6º lugar. Frustrado com o resultado, decidi me preparar em dobro e voltar no próximo ano.  Sempre tive fé em Deus e acreditei que se eu persistisse na adversidade, no momento de tempestade, ficaria mais fácil. Recebi uma proposta de Gesner e Fernanda, dois grandes amigos, donos da Power Jump, para levar o nome da academia e  fazer minha preparação sem custos, Até que surgiu uma nova oportunidade, a oportunidade que iria mudar minha vida”, conta Nery.

O esportista tem 1,70 de altura, pesa 82 Kg, e treina cerca de 1 hora e 20 minutos, entre musculação e aeróbico, durante quatro dias na semana. Rodrigou ficou em segundo lugar nas categorias Top 2- Men’s Physique Novice Class A até 1,73cm e Top 2- Men´s Physique Open até 1,71 cm.

”Um amigo me marcou em um post no Instagram onde um coach, de nome Paulo Oliver, estava fazendo seleções de atletas para competir. Entrei em contato e conversamos. Logo demos início a preparação, como o campeonato tinha adiado tivemos onze semanas de preparação. Parece loucura, pouco tempo para uma preparação de atleta, mas tinha que acreditar. Eu queria aquilo. Era o meu sonho e tinha colocado na cabeça que eu não iria parar por nada. A cada semana de preparação o shape era outro, muita evolução. Eu ficava mais animado, meus amigos me apoiando e eu com mais confiança… Eram tantas dificuldades para poder aguentar, mas tinha três pessoas que não me deixaram desistir de jeito algum: minha esposa Regiane, minha mamãe de coração, a atleta Wellens Cirse e meu treinador Paulo Oliver (@oliverpaulo.coach)”, diz o atleta.

 “Meus alunos da academia e amigos próximos compraram os ingressos para ir me prestigiar. Esse gesto me fez acreditar que eu era admirado pelos meus amigos, pessoas que agradeço a Deus por ter colocado na minha vida. Isso foi um combustível para no dia fazer história. Quando entrei no backstage e vi os caras imensos, fiquei meio assustado… Foi quando meu amigo fotógrafo, chegou e falou: Nery, você é o melhor aqui, ninguém tem o shape igual ao seu. Você é demais. Aquelas palavras me motivaram… Comecei a aquecer e manter a mente focada. Quando fui chamado ao palco, meu coach falou: Vai Nery, É hora do show”, completou o campeão.

COMPARTILHAR
Graduado em Comunicação/Jornalismo, e exerce as funções de Editor e Coordenador de Jornalismo do Portal NORDESTeuSOU