#OperaçãoNoComplexo – Moradora relata drama com tio deficiente que precisa de atendimento do SAMU

Uma moradora do Nordeste de Amaralina afirmou estar sentindo na pele as consequências da Operação Policial iniciada na manhã desta quarta-feira (2), no Complexo Nordeste de Amaralina. Por conta da ação, todas as via de acesso aos bairros Vale das Pedrinhas, Nordeste, Chapada e Santa Cruz foram fechados pelas barricadas da PM.

De acordo com a denunciante que, temendo retaliações, preferiu manter em sigilo a sua identidade, o “fechamento” do Complexo vem impedindo que seu tio, de 52 anos, e portador de paralisia seja atendido pelo Serviço Movel de Atendimento de Urgência (SAMU).

“Desde ontem que chamo a SAMU eles estão alegando que os policias não tão deixando entrar. Hoje pela mesma forma ligamos 5 vezes e nada. Eles estão alegando que os policias não deixam entrar. Porém, eu fui ate a delegacia e procurei um policial na entrada do Vale e eles disseram que não estão empatando ambulância alguma entrar. Acabamos de chegar da 28ª e mesmo os policial ligando eles não vieram prestar socorro”, relatou.

“Ele é deficiente, não anda e nem fala. Ele está tendo falta de ar, cansando, dores e febre. Uma falta de respeito com os moradores. Acho que eles estavam esperando acontecer o pior”, completou.

COMPARTILHAR
Tiago Queiroz
Graduado em Comunicação/Jornalismo, e exerce as funções de Editor e Coordenador de Jornalismo do Portal NORDESTeuSOU