PM é um dos suspeitos de tentar matar homem por causa de beijo gay

(Foto: Reprodução)

Por Correio24horas

Um policial militar é um dos três suspeitos de participação na tentativa de homicídio contra Marcelo Macêdo, 33 anos, ocorrida em Camaçari, no domingo (20). A polícia investiga se ele é o autor dos disparos contra a vítima, que segue internada no Hospital Geral de Camaçari (HGC) e sem previsão de alta médica. O PM e outros dois homens se apresentaram na 18ª Delegacia (Camaçari), foram ouvidos e liberados. 

Na quarta-feira (23), a delegada Thaís Siqueira, titular da 18ª Delegacia, disse ao CORREIO que câmeras do estabelecimento identificaram os suspeitos – as imagens estavam bem nítidas a ponto de mostrarem o momento em que Marcelo foi agredido e baleado.

Já nesta quinta-feira (24), a delegada tem se pronunciado através da assessoria de comunicação da Polícia Civil. Diante das evidências, o CORREIO perguntou se é o PM quem aparece atirando em Marcelo e até agora não obteve resposta. 

Marcelo saiu de casa para encontrar com o namorado, mas o passeio terminou com ele sendo baleado quatro vezes e socorrido às pressas para o HGC. O motivo para tanta violência, segundo testemunhas, foi porque Marcelo beijou o namorado em um bar, o que deixou os três homens descontrolados. 

De acordo com informações preliminares, o PM e os outros dois homens estavam dentro do bar onde Marcelo beijou o namorado. O local é frequentado habitualmente por policiais militares, uma vez que o estabelecimento fica a poucos metros do 12º Batalhão da PM (Camaçari). 

Leia a matéria completa clique aqui

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.