Bolsonaro diz que não pode garantir se país está ou não sob risco de apagão

Presidente voltou a pedir para a população economizar energia

Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta segunda-feira (27) que os estudos do governo apontam que o fornecimento de energia no país será mantido, mas que não pode descartar as chances de apagão.

“Não posso garantir isso para você (que não haverá apagão). Estudos que nós temos é de que não vai faltar (energia)”, disse o presidente à Jovem Pan. Na mesma entrevista, Bolsonaro voltou a pedir para a população economizar energia. “Estou pedindo para o pessoal apagar um ponto de luz em casa, que seja. Ajuda. Eu apago tudo, tomo banho frio há muito tempo”, afirmou o presidente, repetindo que desligou o aquecimento da piscina do Palácio da Alvorada para economizar a energia.

A falta de chuvas deixou os reservatórios das hidrelétricas em seu pior nível em 91 anos e tem forçado o governo a tomar medidas para tentar afastar o risco de racionamento de energia.

“Falta de chuva, lógico, foi uma paulada na gente”, afirmou Bolsonaro. Ele também reclamou do ICMS cobrado sobre a conta de energia.

Bolsonaro ainda disse à Jovem Pan que está “bastante avançado, quase pronto”, o plano de entregar um botijão de gás a cada dois meses para beneficiários do Bolsa Família. “Passa por recursos da Petrobras”, disse o presidente. ​

No fim de agosto, o ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia) afirmou, em rede nacional de rádio e TV, que a crise hídrica se agravou e pediu esforço da população e empresas para reduzirem o consumo de energia elétrica.

COMPARTILHAR
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.