Presente ao protesto, pai do “menino Joel” desbafa: “a justiça não manda resposta”

O capoeirista Joel Castro marcou presença no protesto realizado na manhã desta sábado (27) por conta da morte do garoto Ryan Andrew, de nove anos, morto na noite desta sexta-feira (26), durante uma ação da polícia no bairro do Vale das Pedrinhas. Joel Castro é pai do “menino Joel”, morto em novembro de 2010 em situação similar à que vitimou Ryan.

De acordo com Joel, a família segue até hoje à espera de justiça, visto que dez anos se passaram e nenhum dos PMs envolvidos no episódio foi punido.

“A justiça não  da sinal. Eu aguardo há mais de dez anos e a justiça não manda resposta. Esta ai mais uma barbaridade. A polícia é uma maquina assassina”, disse emocionado.

COMPARTILHAR
Graduado em Comunicação/Jornalismo, e exerce as funções de Editor e Coordenador de Jornalismo do Portal NORDESTeuSOU