[Coluna NES] Feliz Natal e um próspero ano novo

O Natal dispensa apresentações, visto que o aniversariante do dia 25 é aquele que mesmo tendo nascido a 2020 anos, a celebração do seu aniversário sempre nos remete a renovar as nossas esperanças, buscando fazer com que ele nasça sempre em nossas vidas de forma concreta, abandonando todos os pesos desnecessários e acumulando somente o que faz de nós pessoas melhores, como a fé, o perdão e o amor. Mas o que dizer do feliz ano novo? Diante de um cenário tão desafiador, marcado pela pandemia de um vírus tão cruel?

 Sei que pode parecer precipitado e até mesmo irônico desejar um próspero ano novo para alguém, diante do contexto mundial tão desafiador e cheio de incertezas que atravessamos. A nível mundial nós observamos o aumento crescente dos números de casos de contaminados com o Covid 19, fruto do surgimento da nova onda de infecções da pandemia, a nível nacional nós verificamos uma briga política entre os poderes legislativo, judiciário e executivo, geradora de impasses inoportunos e inconvenientes referentes à compra e a aplicação da tão sonhada vacina.

 Tenho uma amiga psicóloga que uma vez me falou o seguinte: “Tudo que colocamos no papel é mais provável de realizarmos, por que de alguma forma é como se você de certa maneira materializasse o seu sonho”. Mas infelizmente observo que mesmo estando a menos de duas semanas para iniciarmos o ano de 2021 nós estamos adiando a confecção daquela lista de desejos e metas que costumávamos fazer de forma tão célere nos finais de ano anteriores. Tenho constatado que o Coronavírus está nos tornando céticos e descrentes do amanhã.

Penso que mesmo diante a tanto sofrimento, tantas vidas perdidas e tantas incertezas que estamos vivendo e que infelizmente, ainda viveremos no primeiro semestre de 2021, nós devemos sim  fazer a nossa lista de objetivos e sonhos para o ano vindouro, ainda que aos olhares mais descrentes e pessimistas possa parecer loucura ou imprudência, eu seguirei perseverando e acreditando que podemos sim ter dias melhores e que um dia não só a pandemia do Covid-19 vai acabar, mas também a pandemia do egoísmo, da falta de amor e da corrupção hão de ser erradicadas do nosso meio.

 Por Marilêda de Alencar Vidal

Mulher preta, mãe, esposa, paroquiana da igreja Santo André, moradora do complexo Nordeste de Amaralina, formada em Administração de empresas e estudante do curso de Letras.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.