Em parceria com a CUFA, Nordesteusou realizou entrega de cestas básicas neste sábado

Dando prosseguimento a campanha “Pratos das Comunidades”, o Nordesteusou realizou no último sábado a entrega de 200 cestas básicas. Nesta edição do projeto, o NES contou com a colaboração da Central Única das Favelas (CUFA) que colaborou com a campanha do NES em parceria com o Voz das Comunidades.

Para Jefferson Borges, diretor geral do NES, é de fundamental importância o apoio dos mais diversos atores da socidede para continuação do projeto:

“Ficamos bastante felizes com o apoio da CUFA ao projeto Prato das Comunidades. A CUFA através do seu trabalho junto à população vem se mostrando sensível aos problemas da nossa comunidade. É sempre bom ver pessoas que queiram somar e nos ajudar a continuar tentando atenuar a fome dessas pessoas”.

O coordenador da CUFA na região do Complexo Nordeste de Amaralina, Juca Ribeiro, ressaltou da parceria com NES e explicou que a ação é o primeiro passo de outros projetos que serão desenvolvidos no Complexo:

“Hoje é um dia especial… Estamos presente em mais uma ação da CUFA, que nesse momento da pandemia vem fazendo parceria como essa com o Nordesteusou e o Voz das Comunidades com o objetivo de atingir o maior número de mães em estado de vulnerabilidade social. A nossa perspectiva é de no pós-pandemia começar a tentar fazer projetos nas áreas de educação, cidadania e empreendedorismo. As pessoas precisam ter emprego, renda e empoderamento. Então, essa ação é no sentido de dar esse primeiro passo que é conseguir alimentar as pessoas”, afirmou Juca.

“Essa parceria é excelente. O Nordesteusou é um portal de grande respaldo dentro do Complexo, uma audiência muito grande e que vem fazendo um trabalho na esfera social e cultural. Então, é um prazer a gente estar aqiui. Vamos trabalhar em rede, sinergia, pois juntos somos mais fortes”, completou.

A Campanha – Muito além das mais de 500 mil mortes, a pandemia do novo coronavírus agravou ainda mais a crise econômica brasileira. Os índices de desigualdade e desemprego atingiram índices estratosféricos. De acordo com dados da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), a taxa de pobreza extrema atingiu 12,5% da população e a de pobreza, 33,7%.

Nas periferias a situação é desoladora. A miséria e a fome invadiram com força as favelas de Salvador. Em especial, no Complexo Nordeste de Amaralina, muitos são os relatos de pais e mães de famílias que desempregados e desassistidos pelo poder público não têm de onde tirar o sustento de suas famílias.

Atento à necessidade da população, o Nordesteusou resolveu lançar uma campanha de arrecadação de recursos para doação de alimentos às pessoas em situação de vulnerabilidade social. A iniciativa faz parte do #pratodascomunidades, projeto criado no início da pandemia pelo portal comunitário “Voz das Comunidades”, no Rio de Janeiro.

Os interessados podem fazer a doação através do PIX abaixo discriminado. A distribuição de cestas básicas é feita seguindo todas as regras de segurança da vigilância sanitária.

O portal que é a cara do Nordeste de Amaralina mais do que nunca precisa da sua contribuição para ajudar aqueles que mais precisam. Sua contribuição pode mudar realidades. Ajude com o valor que você puder. Quanto mais doar, mais gente será ajudada.

COMPARTILHAR
Graduado em Comunicação/Jornalismo, e exerce as funções de Editor e Coordenador de Jornalismo do Portal NORDESTeuSOU