Estudantes de escola da Santa Cruz participam de exposição que valoriza a pluralidade.

A exposição fotográfica pode ser conferida até a próxima sexta-feira,3, no auditório da Escola Teodoro Sampaio.

Dar visibilidade as diversas possibilidades de concepção do belo e discutir a discriminação da população negra e afrodescendente, foram os objetivos principais da exposição fotográfica “Beleza Plural”, realizada pela Escola Municipal Teodoro Sampaio, localizada no bairro da Santa Cruz. O projeto, idealizado pela professora de artes visuais Ana Cláudia Nepomuceno, faz parte do Projeto Consciência Negra, que ocorre na unidade de ensino desde o ano de 2016.

“Quando eles se deparam com o resultado ficam com os olhos brilhando, pois, muitos ainda trazem esse “ranço” de não se acharem bonitos por não atenderem a esse padrão estabelecido lá fora, aqui, vemos a beleza de cada um deles com suas individualidades, sendo o resultado fantástico naquele menino que passa a mudar a postura dele, e passa a ver os colegas elogiando. Teve um caso de um garoto que reclamou por ser chamado a participar, pois, não se achava belo, quando ele se deparou com a foto e o resultado, ficou tão maravilhado e ainda recebeu vários elogios dos colegas”, explica a professora Ana Cláudia Nepomuceno

A mostra fotográfica celebra a importância da vida de cada indivíduo na sociedade, focando na inclusão social, no bom convívio com a comunidade escolar, proporcionando através da experiência estética a observação de si mesmo e da coletividade.

“Meu filho tem baixa visão e com o projeto ele viveu um protagonismo. Foi um resgate de autoestima. Independente da deficiência que o indivíduo possa ter todos merecem o mesmo destaque e valorização na moda ou qualquer segmento. Fico emocionada e muito contente com o resultado desse trabalho. Acredito que uma semente foi plantada na vida desses alunos para que possam lidar com a cabeça erguida com as adversidades na vida e também uma oportunidade de chamar atenção para a causa, eles não são invisíveis, notem e saibam como lidar. Amo meu filho”, comentou Maria José, mãe de um dos modelos da exposição. 

 “Estou bem e feliz. Eu fiquei bonito. O tio Jhonata deu todo o suporte para fazer a pose, eu usei a camisa do time do Esporte Clube Bahia, além disso, fiz posse de jogador”, disse o estudante do ensino médio Gabriel Barbosa.

COMPARTILHAR
Amante da Literatura, apaixonado pelas Letras. Discente de Letras Vernáculas e Língua Inglesa, poeta, escritor , blogueiro, professor e Repórter do site NES.