EPBM completa 53 anos; escola se reinventa e é destaque durante pandemia

Mais de cinco décadas de compromisso com a educação e de serviços prestados ao Nordeste de Amaralina. Essa é a Escola Professor Bernardino Moreira que nesta sexta-feira (19) completa 53 primaveras.  Fundada pela professora Célia Lis, a instituição sem consolidou ao longo dos anos como uma das mais tradicionais unidades de ensino da região.

“O sonho nascido no coração de uma família, inspirado no carisma de Bernardino Moreira, se tornou real há cinquenta e três anos. São muitos anos e parece que passaram como um suspiro. São muitos os alunos, professores e responsáveis pelos diversos serviços que fazem parte da nossa história. A dedicação, o esforço, o carinho, a ajuda, os valores e os laços estabelecidos em nossa escola são muito grande; são, enfim, 53 anos de educação para a vida”, disse ao NES a diretoria da escola, professora Analis Moreira.

 Novos desafios – Por conta da pandemia, a EPBM precisou se reinventar. A fim de dirimir os eventuais prejuízos causados pela suspensão das aulas presenciais, as escolas acabaram se valendo da tecnologia e investido em novas modalidades de aprendizado. Com a EPBM não foi diferente.A adoção de aulas online foi uma das saídas encontradas pela instituição, como a professora Analis Moreira:

“Nosso objetivo foi manter o mesmo padrão de qualidade, oferecer aos estudantes uma rotina de estudos e aos nossos professores todo apoio para lecionar de forma remota. Neste ambiente digital, iniciamos as nossas aulas ao vivo. Por sinal, fomos pioneiras no bairro e adjacências. No início houve uma adaptação não só dos professores e alunos, como também dos pais e (ou) responsáveis, ao exemplo da Educação Infantil, que é extremamente importante que estes se façam presentes junto com o aluno durante a aula. Mantendo o uso dessa metodologia e o contato direto e diário entre alunos e professores, estamos conseguindo dar continuidade ao ano letivo sem prejuízo na aplicação dos conteúdos. Já encontramos com 99% dos alunos inserido ao aplicativo da escola. Estamos garantindo que os professores transmitam o conhecimento esperado e que os alunos desenvolvam as tarefas solicitadas de forma remota e ao vivo”.

COMPARTILHAR
Tiago Queiroz
Graduado em Comunicação/Jornalismo, e exerce as funções de Editor e Coordenador de Jornalismo do Portal NORDESTeuSOU