Justiça proíbe greve dos rodoviários marcada para quarta-feira (26)

Sindicato diz que vai recorrer da decisão

A Justiça do Trabalho proibiu a greve dos rodoviários que estava programada para a quarta-feira (26), em Salvador. A decisão atende a ação movida pelas empresas Plataforma Transportes e Ótima Transportes. Em caso de descumprimento, foi estipulada multa de R$ 500 mil por dia ao Sindicato dos Rodoviários.

De acordo com o jornal Correio, a decisão foi expedida no sábado (22), pelo desembargador Norberto Freirichs, do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT-5). Ele alegou que, diante do cenário de crise na saúde, a realização da greve “possivelmente será abusiva e ilegal por causar a paralisação de um serviço público essencial à população”. O juiz ressaltou ainda que a falta dos ônibus poderia trazer aglomeração em outros meios como metrô e transporte alternativo.

Os trabalhadores tinham deliberado pela greve durante assembleia no último sábado. Em vídeo publicado nas redes sociais, o vereador e presidente do sindicato, Hélio Ferreira (PCdoB), disse que vai buscar reverter a decisão judicial. “Nosso jurídico está avaliando para derrubar essa liminar e a gente possa dar continuidade ao curso da nossa campanha salarial”, disse Hélio.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.