Jerônimo rebate ACM Neto: ‘não está à altura para fazer política’

O pré-candidato respondeu fala do ex-prefeito de Salvador

O pré-candidato a governador do Estado pelo PT, Jerônimo Rodrigues, rebateu o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (União Brasil), durante entrevista no sul do estado, no último sábado (14), sobre seu posicionamento sobre investimentos realizados pelo Estado da Bahia na educação.

“Será que ele pensa que estudante de escola pública não merece estudar em uma escola de qualidade, ampla, moderna? Não dá para ficar desrespeitando o esforço dos nossos estudantes, que passam com notas belíssimas nas provas do Enem, que passam em vestibulares, em concursos”, declarou Jerônimo, após ACM ter defendido que construir escolas é torrar dinheiro.

Em entrevista à imprensa após a plenária do Programa de Governo Participativo (PGP), neste domingo (15), no Território de Identidade do Sertão Produtivo com a participação de 22 prefeitos e prefeitas e mais de 100 vereadores e vereadoras da região, o pré-candidato também acrescentou: “Dizer que construir escola é torrar dinheiro é de uma pequenez, de quem não está à altura para fazer política. Primeiro, ele deveria fazer uma avaliação de quantas creches ele construiu em Salvador quando foi prefeito. Nenhuma. E por que é que a Prefeitura de Salvador, que ele administrou por dois mandatos, não assumiu a responsabilidade com o Ensino Fundamental? São 70 mil estudantes de Salvador sob a responsabilidade do Estado, que por lei, deveria ser do Município”.

Os senadores Jaques Wagner (PT) e Otto Alencar (PSD), pré-candidato à reeleição, além do pré-candidato a vice governador, Geraldo Júnior (MDB), também participaram do evento, que lotou o espaço Recreio Tênis Clube. Em seu discurso, Wagner destacou que, nos últimos 16 anos, durante a gestão dele e de Rui Costa, 130 novas escolas foram entregues na Bahia e outras 170 estão em execução neste momento.

COMPARTILHAR
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.