Em carreata com Rui Costa e Fabíola no Nordeste de Amaralina, Major Denice promete incentivar cultura e criação de novas tecnologias em periferias

Foto: Jonas Santos

No terceiro dia seguido de carreata pelas ruas de Salvador ao lado do governador Rui Costa, a Major Denice Santiago (PT), candidata a prefeita de Salvador pela ‘Coligação que Cuida de Gente’ (PT-PSB), teve como ponto de largada a orla de Amaralina. Apoiadores da postulante petista, a militância da sigla, candidatos a vereadoras e vereadores pela legenda e líderes políticos locais marcaram presença na atividade, que seguiu para o Nordeste de Amaralina.

No percurso, entre um cumprimento e outro, Major Denice pontuou a necessidade do fomento cultural para a juventude periférica. Sobre os planos e projetos para estimular a cultura nas periferias, deixou claro que, no seu plano de governo, aqueles que sempre foram menos assistidos pelo poder público terão voz e estímulos para crescer.

“Eu não vou me cansar de falar e de acreditar que a periferia de Salvador é uma potência da economia criativa e cultural. Entrar em bairros como Nordeste de Amaralina e Vale das Pedrinhas mostra como o povo se vira sem o apoio do poder público na informalidade. No nosso projeto, essa lógica será invertida. Vamos oportunizar, profissionalizar e mostrar para eles que eles são capazes de crescer”, afirmou a Major Denice.

Ao lado da idealizadora da Ronda Maria da Penha e do governador da Bahia Rui Costa, Fabíola Mansur (PSB), candidata a vice-prefeita pela chapa, destacou a fala de Denice e complementou que, além de regularizar os trabalhadores informais, o mandato delas vai dar instrumentos para o aperfeiçoamento desses trabalhadores. “A periferia é o berço da cultura e da juventude negra trabalhadora. Temos e vamos fomentar essas oportunidades trazendo para dentro do Nordeste de Amaralina um Centro Cultural, de Tecnologia e Inovação para oportunizar essas pessoas”, disse.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.