Preço de pedágio e conta de energia devem aumentar após perdas de concessionárias

A Anac, por exemplo, já autorizou reajustes em alguns aeroportos, como Porto Alegre e Florianópolis

Os efeitos da pandemia de Covid-19 ainda deve gerar muito impacto no bolso do brasileiros. Para compensar as quedas de demanda ocorridas nas concessionárias, o preço de tarifas de energia e de pedágio deve aumentar.

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), por exemplo, já autorizou reajustes em alguns aeroportos, como Porto Alegre e Florianópolis

No setor elétrico, essa questão é equacionada por meio de revisões extraordinárias das tarifas. Atualmente, segundo a Folha de S.Paulo, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) discute a metodologia para repassar às tarifas a queda de faturamento do setor em 2020.

Em um primeiro momento, as distribuidoras foram socorridas por empréstimo conhecido como Conta-Covid, fechado em junho para ajudar as empresas a pagar suas contas. Este empréstimo já está sendo pago na conta de luz. Agora, o setor discute como equacionar a questão a longo prazo.

Além da perda de faturamento, alega que precisa incluir na conta o aumento da inadimplência e o gasto com a sobra de energia que ficou sem ter para quem vender. No fim de 2020, a Abradee (associação de distribuidoras de energia) calculava que o rombo girava em torno de R$ 5 bilhões. Mas o presidente da entidade, Marcos Madureira, diz que a conta tem que ser refeita para englobar os efeitos da segunda onda.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.