Festa de Iemanjá será registrada como Patrimônio Imaterial de Salvador

Reconhecimento foi solicitado pela Ordem dos Advogados do Brasil na Bahia

Tradicional festa do calendário baiana, a Festa de Iemanjá, que ocorre tradicionalmente no dia 2 de fevereiro, no bairro do Rio Vermelho, receberá o Registro Especial de Patrimônio Imaterial de Salvador. O processo de estudo foi aberto pelo presidente da Fundação Gregório de Mattos (FGM), Fernando Guerreiro, e divulgado no Diário Oficial do Município na manhã desta terça-feira (19).

O processo visa a inscrição no Livro do Registro Especial dos Eventos e Celebrações da cidade. O reconhecimento foi solicitado pela Ordem dos Advogados do Brasil na Bahia (OAB-BA) no início deste ano. Na ocasião, a entidade afirmou que “o registro é uma salvaguarda à manifestação cultural e religiosa afro-brasileira, que passa a ter proteção e incentivo do Estado e da sociedade civil organizada”.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.