Muito além das mais de 350 mil mortes, a pandemia do novo coronavírus agravou ainda mais a crise econômica brasileira. Os índices de desigualdade e desemprego atingiram índices estratosféricos. De acordo com dados da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), a taxa de pobreza extrema atingiu 12,5% da população e a de pobreza, 33,7%.

Nas periferias a situação é desoladora. A miséria e a fome invadiram com força as favelas de Salvador. Em especial, no Complexo Nordeste de Amaralina, muitos são os relatos de pais e mães de famílias que desempregados e desassistidos pelo poder público não têm de onde tirar o sustento de suas famílias.

Atento à necessidade da população, o Nordesteusou resolveu lançar uma campanha de arrecadação de recursos para doação de alimentos às pessoas em situação de vulnerabilidade social. A iniciativa faz parte do #pratodascomunidades, projeto criado no início da pandemia pelo portal comunitário “Voz das Comunidades”, no Rio de Janeiro.

Os interessados podem fazer a doação através do PIX abaixo discriminado. A distribuição de cestas básicas é feita seguindo todas as regras de segurança da vigilância sanitária.

O portal que é a cara do Nordeste de Amaralina mais do que nunca precisa da sua contribuição para ajudar aqueles que mais precisam. Sua contribuição pode mudar realidades. Ajude com o valor que você puder. Quanto mais doar, mais gente será ajudada.

COMPARTILHAR
Graduado em Comunicação/Jornalismo, e exerce as funções de Editor e Coordenador de Jornalismo do Portal NORDESTeuSOU